quarta-feira, 7 de novembro de 2012

RESUMO: Manifesto da Poesia Pau-Brasil


RESUMO



ANDRADE, Oswald de. Manifesto da Poesia Pau-Brasil. In: TELES, Gilberto Mendonça. (Org.). Vanguarda européia e modernismo brasileiro. 11. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1992, p. 326 - 331.



           O Manifesto da Poesia Pau-Brasil foi lançado no Correio da Manhã de São Paulo, em 18 de março de 1924 por Oswald de Andrade. Assim como outros autores, Oswald já presumia em seus escritos o caráter modificador da realidade ao qual suas obras poderiam se prestar. O texto foca a necessidade de criação de uma arte que estivesse mais próxima do povo, com uma linguagem natural que fosse contra a prática culta da vida e que representasse a forma como de fato nos expressamos. Uma arte compatível com o povo brasileiro, com a cultura brasileira, visando assim ver escrito aquilo que de fato fizesse identificar-se com a obra. Uma poesia nacionalista que expressasse nossas raízes primitivas e não a importação de modelos estrangeiros, ou seja, uma arte com jeito dos brasileiros que tenham a “base dupla e presente – a floresta e a escola”. A literatura moderna expõe, principalmente, a união daquilo que é considerado antigo com o entendido como novo, do “ultrapassado” com o moderno. Oswald de Andrade difundiu uma nova concepção diante da literatura brasileira, livre dos modelos pré-existentes, sem nenhuma fórmula pronta, isto é, ver com olhos livres a nossa poesia. O autor cita elementos da cultura brasileira em seu Manifesto, como o carnaval, o sabiá, a hospitalidade de um povo sensual e amoroso, os índios, e como não citar o Pau-Brasil, que intitulou o Manifesto e que foi a primeira riqueza brasileira a ser explorada. Oswald nos apresenta a originalidade nativa, a geração futurista. Já no início do seu Manifesto, nos apresenta o desejo de representar a realidade, “A poesia existe nos fatos”. Oswald de Andrade faz uma crítica relevante aos Brasileiros que renegam o país em que vive, e aos portugueses, que se dizem os “descobridores” de nossa terra. Com o Manifesto, passa-se a obter uma nova visão sobre a sociedade brasileira. Assim, o que havia sido motivo de repressão agora era exaltado. A população brasileira, que anteriormente deveria importar elementos de outra cultura, agora passa a ser vista como exportadora de costumes, crenças e riqueza cultura. Portanto, a obra de Oswald de Andrade apresenta um caráter social que busca uma identidade cultural brasileira, baseada nas misturas entre as tradições e crenças brasileiras.


Por: Sandra Pierre de Almeida



2 comentários: